"Todos sabem fazer história - mas só os grandes sabem escrevê-la."
(Oscar WIlde)

Sejam bem vindos!

Este blog tem como finalidade tornar acessível aos meus alunos e quem mais se interessar os conteúdos de História e textos relacionados a educação... portanto Seja bem vindo ao espaço que foi criado especialmente para você.

terça-feira, 9 de março de 2010

AS REVOLUÇÕES INGLESAS 7ª série I Unidade

AS REVOLUÇÕES INGLESAS

Elizabeth 1 morre em 1603 - Fim da dinastia Tudor. O descendente mais próximo é Jaime VI ( Rei da Escócia). Este assume o poder com o nome de Jaime I dando início a dinastia de Stuart.
Governo de Jaime I
 Fortalecimento do absolutismo com base no direito divino dos reis.
 Supremacia da Igreja Anglicana.
 Perseguição aos católicos e puritanos ( calvinistas)
 Para ampliar o exército, o rei pede verbas ao parlamento, para que este autorizasse o aumento dos impostos. O parlamento veta o aumento de impostos. Em represália Jaime I dissolve o parlamento (1614).
 A perseguição promoveu a migração em massa para a América do Norte formando as 13 colônias dos EUA.
 Morte de Jaime I - assume o poder seu filho Carlos I.
Governo de Carlos I
Assume o poder sob a condição de assinar a Petição de direitos ( 1628) - comprometendo-se a não aumentar os impostos sem prévia autorização do parlamento.
No ano seguinte, Carlos I dissolve o parlamento. Entre as medidas tomadas por Carlos I, temos a imposição da religião anglicana na Escócia. Os escoceses não aceitam e seus exércitos invadem a Inglaterra. Carlos I recorre ao parlamento afim de solicitar para combater os escoceses. O parlamento aceita , impondo várias limitações ao rei.
Guerra civil (1642 - 1649)
Em 1641 eclodiu uma revolta na Irlanda Católica. O parlamento negou a Carlos I, o comando do exército a menos que este se submetesse ao parlamento . Carlos I não aceita, invade o parlamento e prende seus líderes, isto desencadeia o início de uma guerra civil entre:

Cavaleiros X Cabeças redondas
Defensores do rei Defensores do parlamento chefiados por Oliver Cromwell
Cromwell vence as tropas do rei e assume o poder instituindo a república Puritana.
A REPÚBLICA PURITANA ( 1649 - 1660)
Cromwell assume o poder consolidando a república.
Entre as medidas mais importantes temos os atos de navegação - 1651 (pelos quais ficou estabelecido que todas as mercadorias importantes deveriam vir da Inglaterra em navios ingleses ou em navios de seus países de origem).
Objetivos dos atos de navegação
Esses decretos não só estimularam o desenvolvimento econômico , como também reforçou a defesa nacional. Fortalecido, Cromwell dissolveu o parlamento em 1653 e proclamou-se “Conde Protetor das repúblicas da Inglaterra, Escócia e Irlanda” e começou a exercer uma ditadura pessoal que durou até 1658 ano de sua morte. Assume o poder seu filho Ricardo que abdicou promovendo a restauração Monárquica.
Restauração Monárquica
Carlos II. assume em 1660, retomando ao trono a família Stuart.
Características do governo de Carlos II.
 Perseguição aos Puritanos.
 Restauração da Igreja Anglicana.
 Fez um acordo com o parlamento
 Acordo com a frança: Determinava o acordo que em troca de empréstimos o rei Carlos II. comprometia-se a conceder a liberdade de culto aos católicos. Isto provocou a reação da Igreja Anglicana. Seu sucessor Jaime II. Era católico, colocando seus partidários em importantes cargos políticos na Inglaterra.
Revolução Gloriosa
O parlamento decidiu depor o Rei e oferecer a coroa inglesa a Guilherme de Orange ( Rei da Holanda). Este era casado com Maria Stuart, filha do 1° casamento de Jaime II. A vinda de Guilherme de Orange para a Inglaterra provocou a fuga de Jaime II. Para França. Este conflito sem derramamento de sangue entre o parlamento e a monarquia foi denominado revolução Gloriosa. Guilherme de Orange, foi coroado Rei como Guilherme III. Ele assinou a Declaração De Direitos que determinava:
 Garantia de liberdade de imprensa individual e propriedade privada.
 Confirmação do Anglicanismo, religião oficial e tolerância a todos os cultos exceto ao católico;
 Assegurava ao parlamento o direito de aprovar ou rejeitar impostos, garantia de liberdade individual e a propriedade privada;
 Estabelecia o princípio da divisão de poderes (legislativo , executivo e judiciário);
 Institui uma Monarquia Constitucional Parlamentar na Inglaterra.
Conclusão: A Inglaterra foi a 1ª nação européia com a autoridade absoluta do Rei, através do fortalecimento do parlamento.
A burguesia se ascendeu ao poder político na Inglaterra, e libera parte do capital acumulado durante o processo de transição do feudalismo para o capitalismo.
 Investir na Industrialização
 Inglaterra - nação pioneira
 Parlamento - Câmara dos lordes ( Nobreza )
 Composto - Câmara dos comuns ( Burguesia )

Nenhum comentário: